Arquivo | agosto, 2008

Green Dog: Sabores inusitados de cachorro quente em Curitiba

20 ago

Sabrina Demozzi

Quando eu era pequena li uma história do Peninha, aquele primo louco do Pato Donald, em que ele levava o sobrinho dele pra praia e o patinho que era meio doidinho só queria comer uma  coisa: cachorro quente com chocolate. O Peninha argumentava dizendo que não existia e que podia fazer mal, mas o patinho era meio endiabrado e queria por que queria comer o tal cachorro quente. Eu devia ter uns 9 ou 10 anos e me perguntei se ninguém nunca ia pensar nisso. Pois é, pensaram.   E não só nisso.

Conheci nesta terça-feira (19) o cachorro quente Green Dog que está há dois meses localizado na Rua Alberto Folloni, no Juvevê, esquina com a Dep. Mário de Barros. Fica numa tenda vermelha, quase na frente do colégio Integral e da Escola de inglês In Flux, em Curitiba. Poderia ser  mais um das centenas de barraquinhas de cachorro quente que existem na cidade, mas não é o caso. O Green Dog, ou os donos do dog, apelidaram o negócio de “Arte em cachorro quente” e eu concordo. Juntando a idéia de um e de outro criaram 19 sabores que vão desde os tradicionais apenas com maionese e batata palha, Frango com catupiry- que de acordo com um dos proprietários é o autêntico catupiry-, até o inusitado “Castanha de Caju” que leva purê de batata, gorgonzola, catupiry e castanha de caju. Entre as inovações inclui-se também o de “Dijon” que como o nome já diz leva a mostarda francesa Dijon. Também tem o de Tomate Seco e o “Tudo” que leva um pouco de cada ingrediente. Se você é vegetariano como eu, pode pedir qualquer um dos dogs porque eles também fazem com salsicha vegetal e os ingredientes que você preferir.

Lembra da história do Peninha? Pois é, o Green Dog também tem o Cachorro quente de chocolate, que leva Nutella, leite condensado e castanha de caju por R$ 3,80. Que tal experimentar?

Eu tirei algumas fotos do cardápio (banner)  e dos meninos preparando alguns cachorros-quentes, não tirei do meu, porque quando eu lembrei já era tarde. Mas garanto que é uma delícia.