A miss que virou torta

17 maio

Sabrina Demozzi

Assistindo ao concurso de miss Brasil que passou esses dias na Band me lembrei de uma coisa que faz tempo que quero compartilhar com vocês. Primeiro: não se fazem mais misses como antigamente (todas as moças me parecem muito iguais) e segundo, lembram da Marta Rocha? A miss que em 1954 concorreu à Miss Universo e perdeu o título, mesmo sendo uma unanimidade da crítica e do público? Pois é, lembrei dela por causa de um livro maravilhoso que li e que conta a verdade por trás do mito da linda miss e da torta que leva seu nome.

O nome do livro é “A rainha que virou pizza” de J.A Dias (diretor de redação da Revista Gula e colunista gastronômico) que é uma coletânea de crônicas sobre personagens famosos e suas preferências à mesa. Os textos foram organizados de maneira cronológica e fazem um interessante percurso histórico revelando detalhes pouco conhecidos de diversos personagens, tais como, Cleópatra, Leonardo da Vinci, Maria Antonieta, Elvis, Charles Chaplin e nosso tema de hoje: Marta Rocha.

a rainha que virou pizza

O autor desmistifica aquela máxima de que a miss perdeu o concurso por causa de “duas polegadas” e revela: essa história foi criada por um jornalista para oferecer um consolo para a população brasileira que já esperava Marta Rocha como Miss Universo (título cobiçadíssimo na época e que representava de verdade uma mobilização social). Porém, teve gente que não aceitou o consolo e para sublimar a tristeza, inventou um clássico.

marta rocha na capa do cruzeiro

Dona Dair da Costa Terzado, proprietária da Confeitaria das Famílias, homenageou o marido (Jesus Alvarez Terzado) e também a miss com a criação da torta Marta Rocha que é uma massa de pão-de-ló branca e preta recheada com creme de ovos, nozes e coberta com suspiros. Para quem não sabe a miss Marta Rocha era bem branquinha, com os olhos azuis e os cabelos cacheados. Dona Dair inspirou-se nessa imagem para fazer um dos maiores hits gastronômicos das festas de 15 anos e aniversários aqui da região Sul e parte do Sudeste.

imagem o bonde confeitaria

A Confeitaria das Famílias fica bem no centro da Rua XV de Novembro, o calçadão da XV em Curitiba, ela fica no número 374 da rua XV e foi inaugurada no dia 20 de outubro de 1945 pelo espanhol Jesus Alvarez Terzado. O ponto alto da casa são os doces e não preciso dizer que há anos não há quem supere a maravilhosa torta Marta Rocha da Dona Dair.

confeitaria

Anúncios

3 Respostas to “A miss que virou torta”

  1. niltoncorreio@bol.com.br fevereiro 3, 2012 às 12:11 pm #

    itapeba

  2. niltoncorreio@bol.com.br fevereiro 3, 2012 às 12:12 pm #

    miss maricá

Trackbacks/Pingbacks

  1. Vídeo: Desafio Bolo Martha Rocha | Gourmet Jidai - fevereiro 20, 2012

    […] Voltando ao bolo (ou torta, depende do nome que você procurar da receita), ele foi uma homenagem à concorrente brasileira ao Miss Universo de 1954. Martha Rocha ficou em segundo lugar apesar de ser a favorita e um boato de que ela teria perdido o concurso por causa de suas duas polegadas a mais deixou ela mais famosa ainda. Foi a Dona Dair da Costa Terzado, da Confeitaria das Famílias em Curitiba, que criou esta homenagem. O bolo coberto de chantili branco e enfeitado com os dourados fios de ovos remete à pele branca e os cabelos cacheados loiros da miss. Estas informações eu encontrei no blog Temperomental’s blog, para ver o post original clique aqui. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: