Só de hambúrguer vivem os americanos?

31 ago

Se você digitar no Google “Comida Americana” vai encontrar pelo menos uma 100 referências indicando fast food . Entre dezenas de imagens e textos é comum encontrar opiniões de pessoas que “demonizam” a comida americana como ruim, mal feita, extremamente calórica, artificial. É fato de que o fast food nasceu de uma necessidade social e cultural nas décadas de 50 e 60. Com a industrialização e o desenvolvimento, as mulheres passaram a trabalhar fora e assim não cozinhavam mais todos os dias em casa. Além disso, com o aumento da renda das pessoas e a necessidade de se trabalhar mais, era preciso criar algo rápido para ser comido e comprado do carro mesmo.

A indústria da alimentação, uma das mais lucrativas do mundo, percebendo essa necessidade também passou a “criar” alimentos que lembrassem o gosto daqueles que as pessoas estavam acostumadas a comer na infância preparadas pelas suas mães e avós. Temos então a indústria dos congelados, a facilidade da vida moderna que suscita discussões em relação aos conservantes, sódio, gordura e a homogeneização do gosto.

Porém não é só de hambúrguer que vive uma nação do tamanho dos Estados Unidos. Seria inocente de nossa parte acreditar que TODOS os americanos comem bacon e ovos de manhã, não é mesmo? Mesmo porque é um país que foi construído a partir de várias influências culturais. Há pelo menos quatro influências fundamentais:

A culinária dos índios norte-americanos A culinária cajun (dos cajun, descendentes de franceses); A culinária tex-mex, ou seja, de base texana, mas com influência mexicana; A culinária sulista que, em parte, se confunde com a culinária dos negros norte-americanos. (Fonte Wikipedia). Sem contar ainda a influência dos povos que imigraram para os Estados Unidos como os latino-americanos, os italianos, chineses, japoneses, árabes e outros e que também contribuíram para a diversidade gastronômica do país.

 Uma terra de ícones

Costumamos associar à cultura americana a seus ícones. É inegável que eles são mestres em construir essas referências e mantê-las durante anos. Talvez seja por isso que quando imaginamos o que os americanos comem pensamos logo em seu ícone máximo, que é o hambúrguer. Ele é realmente um dos alimentos mais consumidos e difundidos, porém sua origem não é americana. O hot dog é uma variação de sanduíches de origem alemã, mas que se popularizou nos Estados Unidos. Aliás, um dos restaurantes famosos que vendem cachorro quente em Nova York serve o sanduíche com uma famosa vitamina de mamão papaya. Tem até fila pra comprar o lanche.

Dependendo da região varia bastante o que é servido: por exemplo, os king crabs, lagostas e frutos do mar em regiões litorâneas, a comida sulista que privilegia uma alimentação parecida com a nossa comida de mãe aqui com muito milho, batata, carne de porco e gado, frango, peru, ervilhas, molhos mais pesados, tortas e pão. Fiz uma vez um pão de milho que é servido em churrascos, que é muito saboroso. As tortas, aliás, estão presentes em várias regiões e são um patrimônio do país. Eles preparam uma torta de abóbora para servir na ação de graças que é muito saborosa e trabalhosa de preparar. E claro os brownies, whoppies (biscoitos que são recheados com marshmallow) cupcakes, sanduíches, drinques, pizzas à moda de Chicago, Coca Cola, etc, etc. É realmente muita coisa e esse post ficaria enorme se eu fosse tentar falar de tudo.

Mas para que vocês possam conferir receitas, vídeos e informações segue o link (em inglês) de um site bem legal com diversas informações. É um dos meus preferidos o Food Network. Clique aqui: http://www.foodnetwork.com/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: