A batalha pessoal contra o Crème Anglaise

8 set

 

O Creme anglaise é “simplesmente” uma mistura de ovos, leite aromatizado com baunilha e açúcar. Ferve-se o leite aromatizado com essência ou fava de baunilha e acrescenta-se lentamente  na mistura de gemas e açúcar. Leva-se novamente para o fogo até virar um creme. É aqui que o bicho pega. Tentei fazer duas vezes e na segunda deu certo. Eu queria fazer um sorvete de morango e precisava do creme. Na primeira vez talhou tudo, e isso é o pior que pode acontecer a um anglaise. A panela esquentava muito rápido e em um minuto estraguei tudo. Hoje tentei de novo e caso talhasse vi que era só coar e bater no liquidificador. Marmotagem como diria um professor meu.

Fato que sobrou um monte de claras e estou assando agora uma Pavlova que é uma sobremesa que tem uma base de suspiro, chantily e frutas vermelhas ou ácidas. Amanhã eu posto a foto e conto como ficou.

Mas voltando ao anglaise. Ele me desafiou. Me peitou e disse: você não consegue. Sonhei com ele. Pensei em levantar de madrugada e vencer essa parada. Esperei, porém.  De fato, a confeitaria é arte para poucos, para atentos e detalhistas. Eu vivo queimada e sou meio atrapalhada. Isso é coisa para meu amigo João, o Floresta Negra. Ele tem uma delicadeza com doces que é um negócio bonito de ver. Eu faço, mas entendo que se quiser trabalhar com isso preciso me aperfeiçoar. Esse tipo de preparação tipo anglaise, ovos pochê, hollandaise, bernaise e outras de mesmo nível mostram a imensa diferença entre achar que se sabe cozinhar e saber. Qualquer deslize coloca em risco toda a preparação.

É muito comum ouvirmos “eu cozinho bem” “mando bem na cozinha”. Ótimo. Cada vez mais gente está buscando cozinhar e isso é bacana, porém, SABER cozinhar é algo que exige tempo e dedicação. E persistência. Pois não é porque o anglaise te derruba uma vez que você vai desistir né? Acho interessante aquele programa “Que Marravilha” do GNT em que Claude Troisgros o mestre da técnica francesa de cozinhar mostra aos mortais que muitas vezes o detalhe, ou melhor, o uso preciso da técnica é fundamental para o sucesso ou fracasso do prato.

Amanhã posto as fotos do sorvete e da Pavlova. Por enquanto, bom feriado pra todo mundo.

Anúncios

4 Respostas to “A batalha pessoal contra o Crème Anglaise”

  1. Bruno Vertuoso setembro 12, 2011 às 4:35 am #

    pora garota, é verdade. A distãncia é bem grande msm, e é nessas hora que entra a humildade em reconhecer que muitas vezes n se saber fazer algo, apenas acredita-se. Mas entra também a perseverança em seguir tentanto, estudando e errando até obter sucesso!
    massa!
    bjo!

    • temperomental setembro 13, 2011 às 12:27 pm #

      Grande Bruno! Sexta estarei lá pra dar um até logo pra vc. Beijos e obrigada pelos comentários sempre bacanas!

  2. Joãozinho setembro 12, 2011 às 7:52 pm #

    Me dá um peda de Pavlova, na quarta hein! Seu blog continua lindo, adoro quando sou citado! Beijos do black forest.

    • temperomental setembro 13, 2011 às 12:26 pm #

      Jojo, acabou. Mas farei outras e vc poderá comer até passar mal. Obrigada pelo comentário e nos vemos amanhã.

      Bj!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: